Terça-feira
25 de Fevereiro de 2020 - 

Acompanhar Processos

Cliente, insira seu e-mail e senha para ter acesso a informações de seu Processo

Cotação da Bolsa de Valores

Bovespa 0,92% . . . .
Dow Jone ... % . . . .
NASDAQ 0,02% . . . .

Previsão do tempo

Hoje - Curitiba, PR

Máx
28ºC
Min
17ºC
Pancadas de Chuva a

Quarta-feira - Curitiba, PR

Máx
27ºC
Min
20ºC
Pancadas de Chuva

Quinta-feira - Curitiba, PR

Máx
24ºC
Min
16ºC
Parcialmente Nublado

Sexta-feira - Curitiba, PR

Máx
25ºC
Min
17ºC
Parcialmente Nublado

Hoje - Campo Mourão, PR

Máx
27ºC
Min
22ºC
Pancadas de Chuva

Quarta-feira - Campo Mourão, PR

Máx
27ºC
Min
23ºC
Pancadas de Chuva

Quinta-feira - Campo Mourão, PR

Máx
29ºC
Min
18ºC
Predomínio de

Sexta-feira - Campo Mourão, PR

Máx
29ºC
Min
18ºC
Predomínio de

Hoje - Maringá, PR

Máx
29ºC
Min
22ºC
Pancadas de Chuva

Quarta-feira - Maringá, PR

Máx
28ºC
Min
22ºC
Pancadas de Chuva

Quinta-feira - Maringá, PR

Máx
30ºC
Min
20ºC
Predomínio de

Sexta-feira - Maringá, PR

Máx
31ºC
Min
20ºC
Predomínio de

Notícias

Newsletter

Cadastre aqui se deseja receber informações periódicas sobre nossas atividades.

Contato

Avenida Advogado Horácio Raccanello Filho 6326 Sala 05
Novo Centro
CEP: 87020-035
Maringá / PR
+55 (44) 8805-5442+55 (44) 3029-9373

Notícias

Negado pedido de viagem a condenado na Operação Furacão

O presidente do Supremo Tribunal Federal (STF), ministro Dias Toffoli, negou pedido de viagem a Licínio Soares Bastos, condenado por corrupção ativa na Operação Furacão. Ele aguarda em liberdade o julgamento de recurso (embargos de declaração) pelo Tribunal Regional Federal da 2ª Região (TRF-2). A decisão foi proferida no sábado (18). Bastos havia sido beneficiado recentemente por autorização de viagem ao exterior, entre 31/12/2019 e 7/1/2020, e solicitou nova viagem de 17/1 a 9/3. A defesa entrou com pedido de extensão com base em decisão semelhante relativa a Aniz Abrahão David, condenado na mesma operação, que foi autorizado a viajar para o exterior pelo relator do Habeas Corpus 179353, ministro Marco Aurélio. Ao indeferir a extensão, o presidente do STF assinalou que, mesmo amparados pela presunção de inocência, pedidos dessa natureza devem observar a proporcionalidade das medidas invocadas e a conveniência do andamento processual. "O requerente foi condenado em segunda instância à pena de 9 anos e 2 meses de reclusão, em regime inicialmente fechado", lembrou. "Conceder autorização para deixar o país por longo período, por lazer, tornará inócua as limitações estabelecidas pelo juízo de origem, bem como poderá frustrar outras medidas cautelares eventualmente impostas".
20/01/2020 (00:00)
Visitas no site:  659749
© 2020 Todos os direitos reservados - Certificado e desenvolvido pelo PROMAD - Programa Nacional de Modernização da Advocacia
Pressione as teclas CTRL + D para adicionar aos favoritos.