Sábado
18 de Janeiro de 2020 - 

Acompanhar Processos

Cliente, insira seu e-mail e senha para ter acesso a informações de seu Processo

Cotação da Bolsa de Valores

Bovespa 0,92% . . . .
Dow Jone ... % . . . .
NASDAQ 0,02% . . . .

Cotação Monetária

Moeda Compra Venda
DOLAR 4,18 4,18
EURO 4,64 4,64

Previsão do tempo

Hoje - Curitiba, PR

Máx
21ºC
Min
15ºC
Parcialmente Nublado

Domingo - Curitiba, PR

Máx
21ºC
Min
16ºC
Nublado com Possibil

Segunda-feira - Curitiba, PR

Máx
28ºC
Min
18ºC
Parcialmente Nublado

Terça-feira - Curitiba, PR

Máx
28ºC
Min
18ºC
Parcialmente Nublado

Hoje - Campo Mourão, PR

Máx
27ºC
Min
18ºC
Parcialmente Nublado

Domingo - Campo Mourão, PR

Máx
30ºC
Min
18ºC
Parcialmente Nublado

Segunda-feira - Campo Mourão, PR

Máx
31ºC
Min
20ºC
Parcialmente Nublado

Terça-feira - Campo Mourão, PR

Máx
31ºC
Min
22ºC
Poss. de Panc. de Ch

Hoje - Maringá, PR

Máx
27ºC
Min
18ºC
Parcialmente Nublado

Domingo - Maringá, PR

Máx
29ºC
Min
19ºC
Poss. de Panc. de Ch

Segunda-feira - Maringá, PR

Máx
31ºC
Min
19ºC
Parcialmente Nublado

Terça-feira - Maringá, PR

Máx
31ºC
Min
21ºC
Poss. de Panc. de Ch

Notícias

Newsletter

Cadastre aqui se deseja receber informações periódicas sobre nossas atividades.

Contato

Avenida Advogado Horácio Raccanello Filho 6326 Sala 05
Novo Centro
CEP: 87020-035
Maringá / PR
+55 (44) 8805-5442+55 (44) 3029-9373

Notícias

Governador de Mato Grosso questiona percentual mínimo de destinação de recursos à educação

O governador do Estado de Mato Grosso, Mauro Mendes, ajuizou a Ação Direta de Inconstitucionalidade (ADI) 6275, no Supremo Tribunal Federal (STF), na qual questiona dispositivos da Constituição estadual que determinam a aplicação de no mínimo 35% da receita de impostos na educação. A ADI foi distribuída ao ministro Alexandre de Moraes. Mendes argumenta que o artigo 212 da Constituição Federal determina aos estados a aplicação do percentual mínimo de 25% da receita de impostos na educação. Segundo ele, a norma estadual, ao conferir destinação de montante superior, impede a previsão e a execução de políticas públicas pelo Poder Executivo em áreas igualmente sensíveis e diminui o potencial de planejamento das normas orçamentárias. “Representa clara intervenção indevida na prerrogativa do governador do estado de deflagrar o processo legislativo atinente à matéria orçamentária e impactam, diretamente, a dinâmica orçamentária do estado”, sustenta. Ainda de acordo com o governador, a norma também ofende o princípio da separação dos poderes, pois a determinação representa ingerência indevida de um poder em relação às atribuições de outro. “A vinculação de 35% da receita de imposto não observa a independência orgânica do Executivo ao impor-lhe, verticalmente, obrigações que não se enquadram na moldura delineada na Constituição”, conclui. O governador do Mato Grosso pede a concessão da liminar para suspender a eficácia dos artigos 245 e 246 da Constituição estadual.
10/12/2019 (00:00)
Visitas no site:  627802
© 2020 Todos os direitos reservados - Certificado e desenvolvido pelo PROMAD - Programa Nacional de Modernização da Advocacia
Pressione as teclas CTRL + D para adicionar aos favoritos.