Sexta-feira
22 de Janeiro de 2021 - 

Acompanhar Processos

Cliente, insira seu e-mail e senha para ter acesso a informações de seu Processo

Cotação da Bolsa de Valores

Bovespa 0,92% . . . .
Dow Jone ... % . . . .
NASDAQ 0,02% . . . .

Cotação Monetária

Moeda Compra Venda
DOLAR 5,32 5,32
EURO 6,46 6,46

Previsão do tempo

Hoje - Curitiba, PR

Máx
24ºC
Min
19ºC
Pancadas de Chuva

Sábado - Curitiba, PR

Máx
25ºC
Min
18ºC
Pancadas de Chuva

Domingo - Curitiba, PR

Máx
21ºC
Min
18ºC
Chuva

Segunda-feira - Curitiba, PR

Máx
22ºC
Min
18ºC
Chuva

Hoje - Campo Mourão, PR

Máx
27ºC
Min
21ºC
Pancadas de Chuva

Sábado - Campo Mourão, PR

Máx
29ºC
Min
22ºC
Pancadas de Chuva

Domingo - Campo Mourão, PR

Máx
27ºC
Min
20ºC
Chuvas Isoladas

Segunda-feira - Campo Mourão, PR

Máx
28ºC
Min
20ºC
Chuva

Hoje - Maringá, PR

Máx
30ºC
Min
21ºC
Pancadas de Chuva

Sábado - Maringá, PR

Máx
30ºC
Min
22ºC
Pancadas de Chuva

Domingo - Maringá, PR

Máx
24ºC
Min
21ºC
Nublado

Segunda-feira - Maringá, PR

Máx
27ºC
Min
21ºC
Chuva

Notícias

Newsletter

Cadastre aqui se deseja receber informações periódicas sobre nossas atividades.

Contato

Avenida Advogado Horácio Raccanello Filho 6326 Sala 05
Novo Centro
CEP: 87020-035
Maringá / PR
+55 (44) 8805-5442+55 (44) 3029-9373

Paraná é um dos primeiros estados do país com novos inquéritos policiais 100% eletrônicos

Paraná é um dos primeiros estados do país com novos inquéritos policiais 100% eletrônicos O Tribunal de Justiça publicou nesta segunda-feira (3/8) uma instrução normativa conjunta que regulamenta o inquérito policial eletrônico no Estado Seg, 03 Ago 2020 18:29:48 -0300 Nesta segunda-feira (3/8), o Tribunal de Justiça do Paraná (TJPR) publicou no Diário da Justiça a Instrução Normativa Conjunta nº 04/2020, que regulamenta o inquérito policial eletrônico no Estado. Além do Presidente do TJPR e do Corregedor-Geral da Justiça, assinaram o documento os representantes da Secretaria Estadual de Segurança Pública e Administração Penitenciária (SESP), do Ministério Público (MPPR), da Defensoria Pública (DPE-PR) e da Ordem dos Advogados do Brasil - Seção Paraná (OAB/PR). A normativa estabelece os critérios para padronizar a implantação do inquérito policial eletrônico e define as diretrizes para a digitalização dos que ainda tramitam de forma física. Essa parceria teve como objetivo otimizar a força de trabalho das instituições envolvidas e possibilitar aos operadores do Direito o acesso às informações contidas nos inquéritos sem a necessidade de deslocamentos. Com a virtualização do inquérito, é possível, por exemplo, a visualização simultânea dos autos por policiais, magistrados, promotores de Justiça e advogados. Isso possibilita uma comunicação mais efetiva entre os órgãos do sistema de Justiça e uma maior celeridade no trâmite dos atos processuais. Paraná é um dos pioneiros dessa iniciativa O processo de implantação do inquérito policial eletrônico no Paraná iniciou em 2018 - o projeto-piloto passou a funcionar na Vara Criminal de Pinhais, localizada na Região Metropolitana de Curitiba (RMC).   Em março de 2019, o sistema foi operacionalizado na capital, na Região Metropolitana e em Bocaiúva do Sul. A partir do mês de abril do mesmo ano, as Comarcas do interior iniciaram os procedimentos para implementar o inquérito eletrônico. No final de agosto, o trabalho foi concluído em todas as unidades judiciárias. O Paraná é um dos primeiros Estados do país a ter inquéritos policiais eletrônicos. A interoperabilidade entre os sistemas de “Procedimentos de Polícia Judiciária Eletrônico” (PPJe) e o “Processo Judicial Digital” (Projudi) possibilita o registro de todas as informações e, com isso, viabiliza também a transparência das atividades realizadas pelas instituições públicas. Benefícios Essa nova modalidade digital permite que todo o procedimento seja realizado eletronicamente, desde a elaboração do Boletim de Ocorrência até o relatório conclusivo da investigação.  A tramitação do inquérito, que antigamente era realizada em papel, agora está no sistema. Outra vantagem é a comunicação dos atos das unidades policiais para o Poder Judiciário e para o Ministério Público, pois tudo é realizado no Projudi. Nele, os advogados também têm acesso aos procedimentos policiais, otimizando o tempo e a análise dos casos de seus clientes. Digitalização do acervo A digitalização dos inquéritos policiais físicos vem ocorrendo no Paraná desde 2019. Para operacionalizar esse trabalho, foi criada uma força-tarefa que contou com a participação do Tribunal de Justiça, da Polícia Civil e do Ministério Público. A transformação dos arquivos físicos em digitais iniciou na capital para casos mais graves, que envolviam homicídios. Até o momento, já foram digitalizados mais de quatro mil inquéritos. Em Curitiba, esse trabalho é realizado no Centro de Digitalização do TJPR. Atualmente, em todo o Estado, o acervo físico é de aproximadamente 91.600 inquéritos. Confira abaixo o podcast e saiba mais informações sobre o inquérito policial eletrônico        
03/08/2020 (00:00)
Visitas no site:  1099613
© 2021 Todos os direitos reservados - Certificado e desenvolvido pelo PROMAD - Programa Nacional de Modernização da Advocacia
Pressione as teclas CTRL + D para adicionar aos favoritos.