Sexta-feira
21 de Setembro de 2018 - 

Acompanhar Processos

Cliente, insira seu e-mail e senha para ter acesso a informações de seu Processo

Cotação da Bolsa de Valores

Bovespa 0,92% . . . .
Dow Jone ... % . . . .
NASDAQ 0,02% . . . .

Cotação Monetária

Moeda Compra Venda
DOLAR 4,10 4,10
EURO 4,81 4,82

Previsão do tempo

Hoje - Curitiba, PR

Máx
23ºC
Min
13ºC
Pancadas de Chuva

Sábado - Curitiba, PR

Máx
26ºC
Min
13ºC
Parcialmente Nublado

Domingo - Curitiba, PR

Máx
26ºC
Min
16ºC
Poss. de Panc. de Ch

Segunda-feira - Curitiba, PR

Máx
26ºC
Min
16ºC
Poss. de Pancadas de

Hoje - Campo Mourão, PR

Máx
26ºC
Min
17ºC
Pancadas de Chuva

Sábado - Campo Mourão, PR

Máx
30ºC
Min
17ºC
Poss. de Panc. de Ch

Domingo - Campo Mourão, PR

Máx
32ºC
Min
19ºC
Parcialmente Nublado

Segunda-feira - Campo Mourão, PR

Máx
33ºC
Min
20ºC
Poss. de Pancadas de

Hoje - Maringá, PR

Máx
26ºC
Min
18ºC
Pancadas de Chuva

Sábado - Maringá, PR

Máx
31ºC
Min
17ºC
Poss. de Panc. de Ch

Domingo - Maringá, PR

Máx
32ºC
Min
20ºC
Parcialmente Nublado

Segunda-feira - Maringá, PR

Máx
34ºC
Min
21ºC
Poss. de Pancadas de

Notícias

Newsletter

Cadastre aqui se deseja receber informações periódicas sobre nossas atividades.

Contato

Avenida Advogado Horácio Raccanello Filho 6326 Sala 05
Novo Centro
CEP: 87020-035
Maringá / PR
+55 (44) 8805-5442+55 (44) 3029-9373

Ministério dos Direitos Humanos apresenta Pacto de Combate à LGBTfobia nesta quarta-feira

O ministro dos Direitos Humanos, Gustavo Rocha, lança na próxima quarta-feira (16) o Pacto Nacional de Enfrentamento à LGBTfobia. A cerimônia de assinatura do compromisso pelo fim da violência contra lésbicas, gays, bissexuais, travestis e transgêneros é o principal compromisso da Semana Nacional de Combate à LGBTfobia, marcada pelo governo federal e sociedade civil em todo o país. O Pacto foi publicado no Diário Oficial da União nesta terça-feira. Na cerimônia de assinatura, os estados signatários e o Governo Federal assumem o compromisso de atuar conjuntamente na prevenção da violência contra esta população. Também participam da cerimônia parlamentares comprometidos com a pauta LGBT. A proposta foi estabelecida em parceria com o Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento (PNUD), por meio de consultoria especializada. Entre os entes federativos, 12 estados já confirmaram participação. Os estados signatários do pacto se comprometem a criar estruturas nos governos estaduais para promover políticas LGBT, cooperar com a sociedade civil em ações da pauta, além de apoiar e estimular a criação e funcionamento dos Conselhos Estaduais de Combate à Discriminação LGBT. Em contrapartida, o Governo Federal se compromete a dar apoio técnico nestas atribuições, articular a capacitação de gestores e contribuir com a articulação em busca de recursos financeiros para as políticas públicas locais. O objetivo do Pacto é promover e articular ações que combatam a violência LGBTFóbica no Brasil, visando o respeito à dignidade e persidade humana. O Pacto está em consonância com a promoção e proteção dos direitos humanos na garantia de uma sociedade mais igualitária e justa, que garanta os direitos de Lésbicas, Gays, Bissexuais, Travestis, transexuais e Transgêneros enquanto cidadãos e cidadãs. Em 2017, o Disque 100 registrou 1720 denúncias de violações contra pessoas LGBT. A violação mais comum é a discriminação, presente em 70,8% dos casos. Em seguida aparecem denúncias de violências psicológica (53%) e física (31%). No levantamento, é comum que uma só denúncia contenha diferentes tipos de violação. Além da assinatura do pacto, outros compromissos públicos também mobilizam o MDH. Durante a semana, o Conselho Nacional de Combate à Discriminação LGBT (CNCD-LGBT) promove uma série de encontros temáticos debatendo os desafios das políticas públicas na área, além de uma Plenária Interconselhos, para discutir a importância e as estratégias da participação social. O Senado Federal e a Câmara dos Deputados também têm audiências públicas programadas durante a semana. Em 17 de maio de 1990, a Organização Mundial de Saúde (OMS) retirou do CID (Classificação Estatística Internacional de Doenças e Problemas Relacionados com a Saúde) a palavra “homossexualismo”, reconhecendo que as diferentes orientações sexuais não deveriam ser tratadas como um distúrbio da saúde. A data ficou marcada, então, como o Dia Internacional de Combate à Homofobia. No Brasil, a data comemorativa foi incorporada ao calendário nacional em 2010. Em 2016, a III Conferência Nacional LGBT optou pelo termo LGBTfobia, para abarcar às especificidades das identidades de gênero e orientações sexuais persas. Serviço: Lançamento do Pacto Nacional de Enfrentamento à LGBTfobia Data: Quarta-feira, 16 de maio, 16h30 Local: Secretaria Nacional de Cidadania. Edifício Parque Cidade Corporate, Brasília – DF. Atendimento à Imprensa: Ministério de Direitos Humanos Assessoria de Comunicação imprensa@mdh.gov.br (61) 2027-3547
Visitas no site:  376039
© 2018 Todos os direitos reservados - Certificado e desenvolvido pelo PROMAD - Programa Nacional de Modernização da Advocacia
Pressione as teclas CTRL + D para adicionar aos favoritos.