Domingo
21 de Outubro de 2018 - 

Acompanhar Processos

Cliente, insira seu e-mail e senha para ter acesso a informações de seu Processo

Cotação da Bolsa de Valores

Bovespa 0,92% . . . .
Dow Jone ... % . . . .
NASDAQ 0,02% . . . .

Cotação Monetária

Moeda Compra Venda
DOLAR 3,71 3,71
EURO 4,27 4,27

Previsão do tempo

Hoje - Curitiba, PR

Máx
18ºC
Min
9ºC
Parcialmente Nublado

Segunda-feira - Curitiba, PR

Máx
27ºC
Min
11ºC
Parcialmente Nublado

Terça-feira - Curitiba, PR

Máx
28ºC
Min
15ºC
Pancadas de Chuva a

Quarta-feira - Curitiba, PR

Máx
17ºC
Min
15ºC
Nublado com Pancadas

Hoje - Campo Mourão, PR

Máx
26ºC
Min
14ºC
Parcialmente Nublado

Segunda-feira - Campo Mourão, PR

Máx
28ºC
Min
14ºC
Parcialmente Nublado

Terça-feira - Campo Mourão, PR

Máx
29ºC
Min
19ºC
Pancadas de Chuva a

Quarta-feira - Campo Mourão, PR

Máx
26ºC
Min
20ºC
Nublado e Pancadas d

Hoje - Maringá, PR

Máx
27ºC
Min
13ºC
Parcialmente Nublado

Segunda-feira - Maringá, PR

Máx
29ºC
Min
15ºC
Parcialmente Nublado

Terça-feira - Maringá, PR

Máx
29ºC
Min
21ºC
Pancadas de Chuva a

Quarta-feira - Maringá, PR

Máx
27ºC
Min
20ºC
Nublado e Pancadas d

Notícias

Newsletter

Cadastre aqui se deseja receber informações periódicas sobre nossas atividades.

Contato

Avenida Advogado Horácio Raccanello Filho 6326 Sala 05
Novo Centro
CEP: 87020-035
Maringá / PR
+55 (44) 8805-5442+55 (44) 3029-9373

Informativo de Jurisprudência trata da nomeação tardia de aprovados em concurso

O Superior Tribunal de Justiça (STJ) pulgou nesta sexta-feira (9) a edição 617 do Informativo de Jurisprudência, com destaque para dois julgados.O primeiro aborda a nomeação tardia de candidatos aprovados em concurso público. Na decisão, de relatoria do ministro Sérgio Kukina, a Primeira Turma, por maioria, entendeu que a nomeação tardia não gera direito à indenização, mesmo que a demora tenha origem em erro reconhecido pela própria administração pública.O outro é um julgado da Sexta Turma, cujo relator para acórdão é o ministro Rogerio Schietti Cruz. Segundo a decisão, a perícia de aparelho celular pela polícia sem prévia autorização judicial não é ilegal na hipótese em que o proprietário tenha sido morto e o telefone tenha sido entregue à autoridade policial pela esposa da vítima.Conheça o InformativoO Informativo de Jurisprudência pulga periodicamente notas sobre teses de relevância firmadas nos julgamentos do STJ, selecionadas pela repercussão no meio jurídico e pela novidade no âmbito do tribunal.Para visualizar as novas edições, acesse Jurisprudência > Informativo de Jurisprudência, a partir do menu no alto da página. A pesquisa de Informativos anteriores pode ser feita pelo número da edição ou pelo ramo do direito.
09/02/2018 (00:00)
Visitas no site:  381215
© 2018 Todos os direitos reservados - Certificado e desenvolvido pelo PROMAD - Programa Nacional de Modernização da Advocacia
Pressione as teclas CTRL + D para adicionar aos favoritos.