Domingo
16 de Dezembro de 2018 - 

Acompanhar Processos

Cliente, insira seu e-mail e senha para ter acesso a informações de seu Processo

Cotação da Bolsa de Valores

Bovespa 0,92% . . . .
Dow Jone ... % . . . .
NASDAQ 0,02% . . . .

Cotação Monetária

Moeda Compra Venda
DOLAR 3,91 3,91
EURO 4,41 4,41

Previsão do tempo

Hoje - Curitiba, PR

Máx
31ºC
Min
20ºC
Pancadas de Chuva a

Segunda-feira - Curitiba, PR

Máx
31ºC
Min
21ºC
Pancadas de Chuva

Terça-feira - Curitiba, PR

Máx
31ºC
Min
21ºC
Pancadas de Chuva

Quarta-feira - Curitiba, PR

Máx
29ºC
Min
20ºC
Pancadas de Chuva a

Hoje - Campo Mourão, PR

Máx
29ºC
Min
22ºC
Pancadas de Chuva

Segunda-feira - Campo Mourão, PR

Máx
31ºC
Min
22ºC
Pancadas de Chuva

Terça-feira - Campo Mourão, PR

Máx
32ºC
Min
22ºC
Pancadas de Chuva a

Quarta-feira - Campo Mourão, PR

Máx
33ºC
Min
23ºC
Pancadas de Chuva a

Hoje - Maringá, PR

Máx
30ºC
Min
23ºC
Pancadas de Chuva

Segunda-feira - Maringá, PR

Máx
32ºC
Min
24ºC
Pancadas de Chuva

Terça-feira - Maringá, PR

Máx
32ºC
Min
25ºC
Pancadas de Chuva a

Quarta-feira - Maringá, PR

Máx
34ºC
Min
24ºC
Pancadas de Chuva a

Notícias

Newsletter

Cadastre aqui se deseja receber informações periódicas sobre nossas atividades.

Contato

Avenida Advogado Horácio Raccanello Filho 6326 Sala 05
Novo Centro
CEP: 87020-035
Maringá / PR
+55 (44) 8805-5442+55 (44) 3029-9373

Estratégias de acolhimento a imigrantes venezuelanos são debatidas no Ministério da Justiça

A crise humanitária da Venezuela e o acolhimento dos imigrantes foram pautas de uma audiência no Ministério da Justiça, em Brasília, nesta terça-feira (13). O secretário da Justiça, Trabalho e Direitos Humanos do Paraná, Artagão Júnior, se reuniu com o secretário Nacional de Justiça, Luiz Pontel, e o diretor do departamento de migrações, André Furquim. “Tratamos da questão dos venezuelanos, das perspectivas que estão sendo trabalhadas pelo governo federal. Os governos estaduais em breve serão chamados para uma reunião cujo intuito será ajustar a metodologia de trabalho. Neste primeiro momento, o Ministério da Justiça está fazendo o cadastramento dos venezuelanos que estão entrando pela fronteira de Roraima. Este trabalho consiste em identificar se são casados ou solteiros, se tem filhos, qual idade, formação, e demais informações pessoais. Baseada nesses levantamentos, será feita a programação de interiorização pelo país”, explicou Artagão Júnior. Ainda de acordo com Artagão, o Ministério de Desenvolvimento Social está em contato permanente com prefeituras. “Mesmo ainda não tendo nada definido, o ministério está tratando diretamente com prefeituras do país, que possuem abrigos e que possam eventualmente receber os imigrantes que estão chegando. Há também, paralelamente, grupos de trabalho que estão definindo como será conduzido todo o processo”, complementou. No norte do Brasil, cerca de 40 mil refugiados venezuelanos estão em Boa Vista, número que representa cerca de 10% da população da capital de Roraima. Estima-se que de 600 a 800 pessoas entrem no país diariamente, o que levou o governo a declarar estado de emergência na fronteira. O Paraná foi o primeiro Estado do País a criar um conselho estadual específico para pensar soluções e melhorias para a situação dos migrantes. O estado também criou, em 2016, o Centro Estadual de Informação para Migrantes, Refugiados e Apátridas. O serviço reúne informações sobre serviços e políticas públicas a esses grupos. Por se destacar na política para migrantes e refugiados, o Paraná foi o primeiro estado do Brasil a receber um convite da ONU para integrar um centro mundial de dados, com informações específicas para migrantes, desenvolvido pela ACNUR e pelo Banco Mundial e que deve começar a operar em português a partir de meados deste ano. Em outubro de 2017 a SEJU recebeu a representante da Agência da ONU para Refugiados (ACNUR), Isabel Marquez. Durante o encontro o secretário Artagão Júnior se colocou à disposição para colaborar com o repasse de informações, para a criação do banco de dados. “Aqui no Paraná nós temos um governo e um governador muito sensíveis às questões dos refugiados. Prova disso são as nossas políticas para essa população. Temos também uma equipe muito competente. Tudo isso faz com que o Paraná seja um estado que tem se organizado para receber cada vez melhor essas pessoas que deixam seus países e vem buscar aqui uma nova oportunidade. E claro, nós estamos à disposição e em busca de avançar, fazer melhor”, reforçou o secretário.
Visitas no site:  392776
© 2018 Todos os direitos reservados - Certificado e desenvolvido pelo PROMAD - Programa Nacional de Modernização da Advocacia
Pressione as teclas CTRL + D para adicionar aos favoritos.