Quarta-feira
15 de Agosto de 2018 - 

Acompanhar Processos

Cliente, insira seu e-mail e senha para ter acesso a informações de seu Processo

Cotação da Bolsa de Valores

Bovespa 0,92% . . . .
Dow Jone ... % . . . .
NASDAQ 0,02% . . . .

Cotação Monetária

Moeda Compra Venda
DOLAR 3,74 3,74
EURO 4,37 4,37

Previsão do tempo

Domingo - Curitiba, PR

Máx
15ºC
Min
8ºC
Parcialmente Nublado

Segunda-feira - Curitiba, PR

Máx
13ºC
Min
5ºC
Nublado com Pancadas

Terça-feira - Curitiba, PR

Máx
14ºC
Min
8ºC
Nublado e Pancadas d

Hoje - Curitiba, PR

Máx
18ºC
Min
7ºC
Parcialmente Nublado

Domingo - Campo Mourão, PR

Máx
20ºC
Min
12ºC
Parcialmente Nublado

Segunda-feira - Campo Mourão, PR

Máx
20ºC
Min
9ºC
Nublado com Pancadas

Terça-feira - Campo Mourão, PR

Máx
21ºC
Min
10ºC
Nublado e Pancadas d

Hoje - Campo Mourão, PR

Máx
18ºC
Min
14ºC
Parcialmente Nublado

Domingo - Maringá, PR

Máx
22ºC
Min
15ºC
Parcialmente Nublado

Segunda-feira - Maringá, PR

Máx
21ºC
Min
11ºC
Nublado com Possibil

Terça-feira - Maringá, PR

Máx
22ºC
Min
11ºC
Nublado e Pancadas d

Hoje - Maringá, PR

Máx
19ºC
Min
15ºC
Parcialmente Nublado

Notícias

Newsletter

Cadastre aqui se deseja receber informações periódicas sobre nossas atividades.

Contato

Avenida Advogado Horácio Raccanello Filho 6326 Sala 05
Novo Centro
CEP: 87020-035
Maringá / PR
+55 (44) 8805-5442+55 (44) 3029-9373

ANPR participa de defesa de procurador regional da República no CNMP

O Conselho Nacional do Ministério Público (CNMP) começou a julgar, nesta terça-feira (15), o processo disciplinar contra o procurador regional da República Carlos Fernando dos Santos Lima, motivado por um post publicado no Facebook a respeito do presidente da República, Michel Temer. Nos últimos dias, o presidente da Associação Nacional dos Procuradores da República (ANPR), José Robalinho Cavalcanti, esteve reunido com 11 dos 14 conselheiros e entregou a todos memoriais em defesa do procurador. Robalinho, junto ao advogado de defesa Fernando de Assis Bontempo, levaram ao plenário duas premissas. A primeira delas tratou de um aditamento feito pelo relator, conselheiro Luiz Fernando Bandeira de Mello Filho, na denúncia que trata de um artigo assinado por Carlos Fernando no jornal a Folha de S.Paulo sobre o Supremo Tribunal Federal (STF). A segunda tratou do direito à liberdade de expressão. O presidente da ANPR ressaltou que os novos fatos considerados pelo relator ocorreram nove meses depois do primeiro, circularam em meios diferentes e seriam sobre “alvos” distintos. “Além de não haver conexão entre os fatos, não se pode admitir que sejam incluídos meses após o processo”, destacou Robalinho. Além disso, Robalinho citou o manifesto espontâneo assinado por mais de 400 membros do Ministério Público e magistrados em defesa da liberdade de expressão. “Calar um membro do Ministério Público é impor uma mordaça a todos os seus integrantes”, criticam. “Silenciar a livre expressão do pensamento seja de quem for impede a evolução das ideias e contribui para sedimentação de vícios. A crítica franca e aberta é motor do progresso”, destaca trecho do documento. Apesar das preliminares e de uma questão de ordem apresentada pelo conselheiro Silvio Roberto Oliveira de Amorim Junior - e do voto favorável da presidente do CNMP e procuradora-geral da República, Raquel Dodge - , o plenário decidiu, por 8 votos a 6, que a denúncia poderia seguir com o aditamento sugerido pelo relator. Votaram com o relator, os conselheiros: Orlando Rochadel Moreira, Gustavo do Vale Rocha, Luciano Nunes Maia Freire, Sebastião Vieira Caixeta, Erick Venâncio Lima do Nascimento, Leonardo Accioly da Silva e Valter Shuenquener.
Visitas no site:  368229
© 2018 Todos os direitos reservados - Certificado e desenvolvido pelo PROMAD - Programa Nacional de Modernização da Advocacia
Pressione as teclas CTRL + D para adicionar aos favoritos.